sábado, 7 de maio de 2011

Uma dica super intelessante, digo, interessante!


Houve um tempo em que as histórias em quadrinhos (HQ´s, também chamadas de "gibis") eram alvo de preconceito por parte de alguns educadores e intelectuais, que rotulavam as HQ´s como bobagens e até mesmo má-influência para a formação das crianças. Basta lembrar do psicólogo norte-americano Frederic Wertham que em 1954, no livro "A sedução dos inocentes" lançou a tese de que os heróis Batman e Robin eram gays, além da Mulher-Maravilha ser lésbica, o que segundo o autor eram exemplos claros de "perversão".

Felizmente tais conceitos negativos ficaram para trás ( o próprio Wertham admitiu, mais tarde, que teria exagerado em suas ideias) e hoje as Histórias em Quadrinhos são utilizadas nas escolas como estímulo à leitura. As HQ´s, além de estimularem a leitura e a curiosidade, possibilitam o trabalho com a chamada leitura de imagens e contextualização - algo fundamental em uma sociedade imagética. Podemos encontrar diversas obras clássicas da literatura brasileira e mundial adaptadas para as versões HQ de forma que estimulem e até mesmo facilitem a leitura dos textos originais.


Para os estudantes de língua inglesa, professores ou mesmo aqueles interessados em praticar o idioma, a editora Panini e os Estúdios Maurício de Sousa lançaram as Histórias da Turma da Mônica em inglês - Monica´s Gang. ( e também em Espanhol: "Mónica y su pandilla")

A Turma da Mônica foi criada por Maurício de Sousa em 1959 e desde então faz parte da história de muitas pessoas com suas personagens infantis como a própria Mônica ( inspirada na filha do cartunista), Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento, Bidu e tantos outros. Há quem enxergue nas histórias da Mônica traços de bullying e mau comportamento. Ora, estamos falando de personagens em um universo infantil - repleto de traquinagens e situações que remetem, obviamente, à infância; daí o sucesso das personagens. Ainda que sejam identificados tais traços nas HQ´s da Turma da Mônica, o educador tem uma excelente oportunidade para discutir sobre os mesmos em sala de aula.



Voltando à língua inglesa, "Monica´s Gang" traz as histórias da turma com o mesmo modelo que todos nós conhecemos, inclusive o Cebolinha ( Jimmy Five) trocando o "R" pelo "L" e é talvez neste ponto que encontremos alguma dificuldade, pois em inglês o nosso autor dos famosos "planos infalíveis" usa o "W" ao invés do "R". Isso causa uma pequena confusão no princípio, mas há um glossário ao final do gibi trazendo os termos usados pelo Cebolinha ao longo das histolinhas, digo, historinhas.

É uma boa dica e o melhor: além de ser fácil encontrar em qualquer banca, custa apenas R$ 3,90 - não, não estou ganhando nada pelo "merchan"... mas ontem mesmo vi meu contracheque, então não seria nada mal se...rsrs Brincadeira, turma! Ah, e as tiras em inglês da Turma da Mônica também estão disponíveis no site, neste LINK. Have fun, people!

segunda-feira, 14 de março de 2011

Carnival - turma de administração 1B vespertino 2011


Olá, turma!

Como passaram o carnaval? Espero que tenham aproveitado bastante, seja descansando, viajando ou caindo na folia - mas com responsabilidade.

E já que estamos falando de carnaval, Salvador, festa...bem, vocês sabem que o carnaval no Brasil é famoso no mundo inteiro e atrai milhares de turistas do exterior. E obviamente a nossa cidade (Salvador) está inserida neste roteiro - e o carnaval, no Brasil, é um grande negócio.

Além das imagens, os turistas procuram por informações sobre os destinos de viagem. E eles querem saber sobre as origens do carnaval, o trio elétrico, informações sobre o país e a cidade, etc.

Aqui temos um texto adaptado para o que temos estudado em sala de aula: a interpretação de textos através de uma abordagem instrumental. Leia o texto “Carnival” seguindo as orientações fornecidas em sala e tente responder as questões relacionadas ao “Carnival”. Let´s go!

Lembre-se: se precisar de um dicionário, clique AQUI. Não use o Google Translator, já falamos sobre ele na aula.

CARNIVAL

Origins

The origins of carnival date back to the ancient Greek spring festival in honor of Dionysus, the god of wine. The Romans adopted the celebration with Bacchanalia (feasts in honor of Bacchus, the Roman equivalent to Dionysus), and Saturnalia, where slaves and their masters would exchange clothes in a day of drunken revelry.

The origin of Brazil's carnival goes back to a Portuguese pre-lent festivity called "entrudo", a chaotic event where participants threw mud, water, and food at each other in a street event that often led to riots.

SALVADOR
Salvador da Bahia was Brazil's first center of government (from 1549 to 1763), and remains its musical capital. For centuries, Bahia was home of the Portuguese sugar industry and slave trade. As a result, today Salvador is the largest center of African culture in the Americas.

Like Rio, the city of Salvador is famous for its carnival. Rio is famous for its Samba schools, elaborate costumes (or at times no costumes), and
a huge parade held at the Sambodromo Stadium. Salvador is Brazil's street carnival.

Bahian superstar Carlinhos Brown explains, "We play, not for money, but to celebrate happiness. Our carnival is a street carnival. It is for everyone, not just for those with money."

In addition to the Blocos Afros, artists like Carlinhos Brown and Daniela Mercury perform on huge trucks, packed with loudspeakers called "trio electricos". These are the big tractor-trailer trucks packed with huge speakers. The tradition began in 1950 when two Bahian musicians, Dodo and Osmar, performed with their electric trio aboard a 1929 Ford pickup truck.


Fonte: http://www.afropop.org/multi/feature/ID/33/

Lent = Quaresma

QUESTIONS

1. Sobre as origens do carnaval, podemos afirmar: (apenas uma alternativa)

a) Os brasileiros criaram o carnaval como uma homenagem aos romanos, gregos e portugueses.
b) As origens do carnaval remontam à Grécia antiga e aos romanos, que homenageavam seus deuses – principalmente Dionísio e Baco, respectivamente.
c) O carnaval no Brasil surge a partir de uma festividade portuguesa chamada “entrudo”, um evento que acontecia depois da Quaresma de forma pacífica e ordeira.

2. Por que a Bahia é hoje o maior centro da cultura afro nas Américas? (responda em português)

3. De acordo com o texto, qual é a diferença do carnaval no Rio de Janeiro e do carnaval em Salvador? (em português)

4. Explique, em português, quando e como surgiram os “trios elétricos” de acordo com as informações que o texto fornece?

5. Segundo Carlinhos Brown, “We play, not for money, but to celebrate happiness. Our carnival is a street carnival. It is for everyone, not just for those with money." Você concorda ou discorda de Carlinhos Brown? Justifique.

Responda a estas questões clicando em “comentários” logo abaixo, após “category”. Que tal tentarmos respondê-las até o dia 23/03/2011?